.
.

domingo, 6 de julho de 2008

.





sonhei... sem ser um verdadeiro sonho
tornámo-nos assim amantes e amados
não medir o tempo, nem contá-lo
sentirmo-nos eternamente desejados


fantasia real em mim se entranha
doce e pura... vivida ao infinito
como sereia humana que do mar emerge
a todo e qualquer sonho eu me permito


4 comentários:

~pi disse...

que nasçam frutos de pedras

milagres que

te sei:

meus




~

Juani lopes disse...

SOÑE...SIN SER UN VERDADERO SUEÑO, ME GUSTA
SALUDITOS

Maria disse...

por enquanto
ainda nos é permitido
sonhar
por enquanto
podemos sorrir, cúmplices,
com os amantes e amados
por enquanto...

Um beijo, Tufa

AnaMar disse...

O sonho é-nos sempre permitido.
A cumplicidade dos amantes torna o sonho realizado.
Gosto tanto do que escreves...
Bj