.
.

sexta-feira, 13 de junho de 2008

.



olho
prolongo-me para além do por-do-sol... em momentos de alegria

desdobro-me
as ternuras fazem desejar que o fim não exista... ou desista

choro
se as lágrimas forem doces como mel será porque não mentem

vejo
mesmo de olhos fechados... ou porque os tenho assim

incendeio
vejo as cores de fogo que para sempre lembrarei



9 comentários:

Gui disse...

O céu que incendeia corações de memórias jamais esquecidas.
lindo céu.beijo.

Juani lopes disse...

bello cielo, feliz fin de semana
saluditos

Maria disse...

olhas, desdobras-te, choras, vês, incendeias.
... e eu perco-me nas tuas palavras, e nas cores deste céu...

Um beijo

Gi disse...

O fogo das palavras e das imagens!

Um beijinho

resto de bom fim de semana
(já estive a ler mais para baixo , ando atrasada nas leituras)

Marta disse...

E ao prolongares-te para além do pôr-do-sol encontras nele essa magia que faz com que se respire mais profundo e se tenha vontade de o rever..
Lindo...
Obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Mata

~pi disse...

alongo-me rumo

à

fixidez das cores

[ rumo à memória

infinita

mente


~

maria josé quintela disse...

com essa cor de fogo as memórias vão arder ainda por muito tempo...



um beijo.

delusions disse...

choro

se as lágrimas forem doces como mel será porque não mentem


...

ás vezes é mesmo...



bjs*
Sofia

Multiolhares disse...

Com esse céu perdemo-nos nos sentires
bj