.
.

terça-feira, 15 de maio de 2007



esta é a minha flor
a mais singela
a que gostaria de receber


uma flor feita de papel
feita de lápis de cor
ou feita de imaginação

é tão rudimentar
verde não tem
nem sei se cheira bem

mas é uma flor
e eu sou a joaninha
que quer subir

na sua cor escarlate
me confundir
e esperar o nada

esperar o que não virá
e se vier, nem me verá
mesmo que colha a minha flor




8 comentários:

PÁSSARO POUCO MADRUGADOR disse...

BOM DIA (TARDE) TUFINHA!

QUEM SABE SE ESSA FLOR NÃO ESTARÁ POR AÍ POR ALGUM PRADO, JÁ EM BOTÃO PRONTA A ABRIR?

NUNCA SE SABE... É PRECISO MANTER A ESPERANÇA E OS OLHOS DE VERDES ÁGUAS CINTILANTES!

OLHA, VOU ALMOÇAR...BOM ALMOÇO P TODOS POR AÍ, TAMBÉM...

TUFABEIJOTAU ;)

Margri disse...

A tua flor é maravilhosa por ser tão simples e despretenciosa (até rima).

E tu tens uma maneira deliciosa de escrever e imaginar.

Gostei de conhecer o teu espaço e voltarei mais vezes.

Obrigada também pela tua visita e palavras.

Beijinhos.

Mugabe disse...

Belo!
Como tudo o que é simples...

MARTA disse...

O mais simples é o mais importante e torna-se numa surpresa agradável.
Gostei muito do texto.
Obrigada pela visita ao meu blog.
Até já.
Beijos e abraços
Marta

tufa tau disse...

obrigada aos mais "novos" por terem vindo e aos mais "velhos" por continuarem.
beijos a todos

Vieira Calado disse...

Também gostei do seu.
Obrigadp pela visita aos meus sites.

della-porther disse...

Tufa

gosto muito das coisas simples. e é engraçado como tenho encontrado poucas e boas pessoas com a arte das palavras e das imagens simples.

beijos

della

belakbrilha disse...

Que linda poesia...
simples
singela
tão bela
como a flor
que não tem cor
mas que é TUA!

beijos