.
.

terça-feira, 7 de outubro de 2008


.




.

ainda recordo o vagar de uma parte do teu tempo, sempre cheio de pressa

um vagar que me presenteava a mim também

esse teu vagar esqueceu-me

e eu, na minha pressa, tento esquecer o tempo que o fazia devagar

continua a tocar o telefone

continuam a chegar dezenas de emails

mas vêm vazios de ti

que nos teus vagares, te esqueces de mim!


.

8 comentários:

Maria disse...

Eu posso encher o email, mas sei que não é o meu que queres... :)))
Podia dizer-te que há um tempo, mas isso tu já sabes...

Deixo um beijo, Tufa

pn disse...

Toma: mais um mail vazio...

Tiraste a rolha ao barco?

AnaMar disse...

...a pressa que faz com que não saibamos o vagar de demonstrar o gostar...

as velas ardem ate ao fim disse...

como é possivel??esquecer...

um bjo

rosasiventos disse...

talvez um comboio reclinado

maripoza disse...

e tantas vezes que ja me senti assim....

beijo esvoaçante

~pi disse...

ninguém esquece nada,

tudo é apenas

por muitos motivos e medos

adiado



beijo



~

lamia disse...

Vagar como o das ondas - vão e vêm - vicioso e eterno.