.
.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

.





é flor nascida no sucumbir do verão

esquecida de despontar na primavera

perdida com o bater de um coração

cujo amor sempre esteve à espera



uma flor silvestre bem singela

em sonhos uma outra pode ser

e de tão bonita se sente ela

que outros aguardam para a ver



capaz de todas as flores da natureza

cujas pétalas de seda lhe são pele

em qualquer suas cores tem a certeza

que o sentimento que os une é puro mel




comentado noutro blog (parte)

.

3 comentários:

Maria disse...

Agora gostava de ser flor silvestre...

Um beijo, Tufa

Marta disse...

As flores sonham também...
Nascerem silvestres...com o cheiro mais intenso...
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

pn disse...

mas que riqueza de canteiro...!