.
.

terça-feira, 22 de julho de 2008


doeu-me, aquela palavra perdida na frase

doeu-me, aquele olhar perdido do rosto

doeu-me, aquele gesto perdido no tempo

doeu-me, aquele abraço perdido na fuga...


mas...



doeu-me mais, não ter ouvido a frase certa

doeu-me mais, não ter visto o olhar olhos nos olhos

doeu-me mais, o gesto não se ter prolongado

doeu-me mais, parecer ter havido um abraço final


.

5 comentários:

Maria disse...

Hoje deixaste-me sem palavras.
Belo, este post, muito belo...

Um beijo

luciana disse...

lindo.....
tao poucas palavras que tanto dizem......

~pi disse...

magoada men te

ass ino




~

Nilson Barcelli disse...

Há tanta coisa que nos pode magoar.
Temos que aprender a lidar com isso como situações normais na nossa vida.
Sei que é fácil dizê-lo...
Mas gostei do poema porque, para além de bem escrito, olha de frente para coisas menos agradáveis.

Beijinhos.

AnaMar disse...

A mágoa de qualquer partida...mesmo que sejamos nós a partir...