.
.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008


não queiras falar por mim, pensar por mim... decidir por mim.

não ponhas na minha boca palavras que não digo... que não sinto.

não as oiças do teu modo, escuta a minha entoação.

não faças juízos que não queres receber.

não te faças prisoneiro de uma prisão que não existe.

não te entregues na cruz.

se o que tenho para dar-te é luz

... a nossa luz...



4 comentários:

Aspásia disse...

EU DIGO COM A MINHA PRÓPRIA BOCA
ESTÁ LIIIIINDOOO DE MORRER! ADOREI!
AMIGA, SE HOUVER GENTE QUE NÃO GOSTE, É LOUCA...
É ESTE O VERO SENTIMENTO QUE EXPERIMENTEI!

BEIJINHO SAÍDO DO CORAÇÃO!

Marta disse...

Também já passei por isso...
E a luz é tão importante....
Sim, é para tu colocares aqui no teu blog e nomeares 10 blogs.
Até já...
Beijos e abraços
Marta

as velas ardem ate ao fim disse...

É mesmo isso!

Todos nós somos unicos e aí esta a nossa graça!

bjinho

PoesiaMGD disse...

Só bons conselhos!
Um abraço e um convite:
http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3