.
.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007



amar, é por vezes

o que eu não sei dizer

e o que tudo me parece

pois fica entre o acordar, e o adormecer



7 comentários:

pn disse...

não digas...

passa aos actos, tão mais eloquentes...

maria josé quintela disse...

nem o camões diria melhor!

Pedro Branco disse...

"Entre o acordar e o adormecer..."
Pouco mais me resta.
Só ficar.
Que de tudo se presta
Para de novo recomeçar.

Anónimo disse...

Entre o acordar e o adormecer, para além do ilogismo e da incongruência, não imagino o que possa haver a não ser estar desperto, com os sentidos afinados, mas já entre o adormecer e o acordar, sabe-se que existe o sono, que pode ser mais ou menos profundo. E no meio do sono podem morar sonhos e esses, sim, podem efectivamente ser de amor.

Henrique Broa Castelar

tufa tau disse...

entre o (momento de) acordar e o (momento de) adormecer fica a maior parte da vida... entre um momento e outro... entre eles estarei desperta... verei... sentirei...
e entre eles, tudo me parece amar... mesmo que não o saiba dizer.
sonhos de amor? (sorrio)

Fuser disse...

Tufa

O Novembro volta trazendo um extraordinário sucesso da Música Popular Brasileira.
Espero que aprecies.

Beijos

Fuser

sei que vais adorar heheheh

MIMO-TE disse...

Tufa,

Vim deixar-te um mimo meu, sincero, para aquecer o teu coração. Um Natal cheio de paz interior e o desejo que 2008 seja um Ano de grande crescimento, paz e amor.