.
.

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

para onde me leva a lua
esta lua que mente
estava a crescer quando por cá a deixei
quase redonda
cheia
parecia ter luz própria
olhou-me nos olhos
falou-me ao ouvido
segredou-me que tudo iria correr pelo melhor
mostrou-me o mais belo caminho de ida
o mais belo momento de chegada
para me obrigar a regressar por atalhos
por caminhos medonhos
caminhos desconhecidos
em que assusto a noite e ela a mim
em que todo o brilho da viagem para sul se desvanece
inflingiu-me torturas
mentiu!

para que a acreditei?
sabendo-a tão falsa
sedutora
a luz que imana não lhe sai do corpo
e eu sabia-o
sei-o
ainda assim acreditei-a
tão serena mo disse
tão certa de todas as certezas
e eu ingénua
como sempre...
tudo vai correr pelo melhor,
tudo vai correr pelo melhor,
tudo vai correr pelo melhor...

5 comentários:

pn disse...

... e,



não
coooorrrrrrrreeeuuuu?

carteiro disse...

a ingenuidade é parte essencial da inocência, e a inocência é parte essencial dos sonhos, que por sua vez são grande parte da nossa essência :)
e a lua faz-nos sonhar...

Aspásia disse...

SE ALGO NÃO CORREU PELO MELHOR, AMIGA, NÃO FOI DECERTO CULPA DA LUA!
NÃO PERCAS A ESPERANÇA DE UM DIA OS TEUS PERCURSOS MAIS DESEJADOS SE CONCRETIZAREM!

BEIJINHO LUNÁTICO MAS SINCERO :)

Pérola disse...

Sim, tudo vai correr pelo melhor!

Fuser disse...

Tufa

o li...com a luz do luar agorinha mesmo cobrindo-me...através da janela do quarto aberta.

linda lua, lindo desabafo.

beijos

Fuser