.
.

terça-feira, 6 de novembro de 2007

como uma criança!
queria fazer uma festa
com um abraço apertado
contido nos nossos soluços
chorar de alegria
aplaudir a felicidade que me chega
como uma criança!
queria dizer-te o quanto gosto de ti
que és quem eu mais gosto
sem conter palavras
usando todas as que conheço
trocá-las da ordem uma e outra vez
para parecerem mais
como uma criança!
queria receber um presente
rasgar o papel sem retirar o laço
devorar a surpresa com os olhos
sabendo tão bem o que o embrulho enconde
agradecer-te e dar-te a minha surpresa
feita por mim
aguardar que abras
sei que não rasgarás o papel
abrirás a fita lentamente
a olhar para mim
finges enconder a curiosidade
como uma criança!
salto com a emoção de querer ver como reages
a tua calma excita ainda mais essa vontade
quero ajudar-te
não! a prenda é tua, fi-la para ti!
abre, vá!
de mãos atrás das costas, aguardarei até que acabes
como uma criança!
o tempo não me voa
quero que passe
quero chegar ao fim
ver se os teus olhos se alegram
se se espantam
que palavras me dirás
mas, de mãos atrás das costas
aguardarei até que acabes...



6 comentários:

belakbrilha disse...

É bom gostar assim de alguém!
valerá a pena a espera certamente!
bjos

pn disse...

tanto
o gosto de dar

dádiva assim
merece
o gosto de receber

maria josé quintela disse...

até eu fiquei curiosa... como uma criança!

Pedro Branco disse...

Como uma criança... Diz-se isto para querer dizer "verdadeiramente", "ingenuamente", "puro", "instintivamente", "seriamente" e muitos mais mentes que nas crianças encontramos e nos adultos parece que perdemos a cada dia que passa... Mais do que a mensagem de amor que parece estar implícita e mais que assumida nestas palavras cristalinas... Ou do bom que pode ser dar e receber presentes... Mais do que estes sentimentos que assaltam os adultos e brotam nas crianças... Gostaria de acreditar que os "entas" não são forçosamente sinónimo de perda ou ilusão.

Colorida andas nestas cores purificadas pelos sentimentos que deixas fazer-te nascer.

Beijo

CRIANÇONA disse...

BUÁÁÁÁ!!!
TB QUÉU VERE!!!
MOSTA! MOSTAAAAA!!!!!

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

Que recebas, com afago, esse abraço que mereces e muitos mais te cheguem, terna e docilmente.

Beijinhos.