.
.

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

palavras que dizes. oprimem a emoção. quebram encantos, magias. palavras que dizes sem querer. não para fazer sofrer. palavras verdadeiras, talvez. ainda assim! palavras que me embargam a voz, a escrita. palavras que queria não ouvir, não ler. ainda? conformes num jogo de palavras. seguras. certas. maduras. palavras que dizes por querer. não por dizer. exactas. sim! é assim. palavras que me fazem chorar-te. palavras doces que amargam. palavras distantes que não aproximam. de longe. ao longe. e me levam para longe. palavras...



5 comentários:

Pedro Branco disse...

"... a secreta insatisfação das palavras..."

Hoje fiz ao contrário: comentei com um post. Lá no meu canto.

Abraço.

maria josé quintela disse...

são apenas palavras. passíveis de metamorfose.

Aspásia disse...

PAROLE PAROLE PAROLE

RELAXA UM POUCO COM ESTA CANZONE DE OUTROS TEMPOS!!!
É MARAVILHA (EM TEMPOS PU-LA NO FLAUTA DE PÃ)

BEIJINHOS

MIMO-TE disse...

Talvez tenhamos que aceitar, compreender porque surgem essas palavras. O tempo pode ser muito diferente em para cada um de nós. Talvez não precisemos apenas de palavras ou as palavras não formem dialogos. Tanto, mas o importante é sermos nós, preocuparmo-nos em entender as nossas palavras, mais que as palavras de alguem. O sentir é mais importante que as palavras.

Gosta tanto de te ler de sentir as tuas palavras.
Deixo mimos

un dress disse...

gastas. as palavras...




*