.
.

sexta-feira, 11 de maio de 2007


dança
equilíbrio instável
voo de gente
leve
centro de gravidade fora do sítio
maravilhosos ombros
braços ondulantes
que me encantam
pernas trabalhadas
que se alongam
mistura de corpos
ofusca
silhuetas esbeltas
dedos sem princípio nem fim
cotovelos redondos
em ondas
adejar de mãos
sem ventos
paragem brusca e certeira
sem repressão
mistério
alegoria
festa
tragédia
fantasia
conto
corpos em arco
corpos vestidos de nada
em músculo
pele
suor
lágrimas
força
aparente fragilidade
música
voltas
troca de membros
cruzamento de braços e pernas
vida
êxtase
uma qualquer dança...

6 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Uma grande homenagem aos bailarinos e musicos.Divina a tua escrita.

bjos

Aspásia disse...

AS PALAVRAS SÃO OS BAILARINOS QUE COREOGRAFAM OS SENTIMENTOS NA DANÇA DESTE POEMA!

ANDEI À PROCURA NOS MEUS BAÚS DE UMA COISA MTO BONITA QUE VI EM TEMPOS E Q VINHA A PROPÓSITO, MAS NAO ENCONTRO...
DE MODO QUE FICA ESTA CANÇÃO DANÇADA PARA EMBALAR O TEU FIM DE SEMANA.

BEIJINHOS RODOPIANTES:)

TAU TAU TUFA disse...

bailado corpos contorcendo num apelo à vida.
beijinhos

tufa tau disse...

aspásia
linda esta canção dançada que envias, obrigada.
vou ter que usar o video (que desconhecia) ou "emprestar" a uma amiga que gosta muito de colocar videos no blog. espero que não te importes.
abraço

della-porther disse...

Tufa

linda sua dança...suas palavras dançantes de amor.

beijos

della

ASPÁSIA disse...

TUFA

EMPRESTA OU MOSTRA A QUEM QUEIRAS...EU PARECE-ME Q JA O PUS TB NO FLAUTA DE PÃ, MAS ATE O PUNHA DE NOVO!

ATE TVEZ FAÇA UM POST A CONTAR DA MANEIRA MUITO CURIOSA DE COMO OUVI PELA 1ª VEZ ANDREA BOCELLI... QDO AINDA NINGUEM O CONHECIA EM PORTUGAL.

BJIS