.
.

sexta-feira, 18 de maio de 2007


apetece-me jorrar palavras
sem que tenha que o fazer ao vento
apetece-me usar injúrias
sem que tenha que o fazer a alguém

é dia de sangue quente, nas veias
a correr a um ritmo anormal
é dia de calafrios pelo corpo
a subir e a descer em contramão

apetece-me estar só, deve ser graça
e em silêncio não fico, tal o ímpeto
apetece-me não ver o que se passa
e às escuras apalpo o mau caminho

desastrosas injúrias, de que servem
aliviam alma, corpo e mente
dança tribal que me leva à transe
e toda a exaltação me traga viva




7 comentários:

pn disse...

antiquíssimo exorcismo com resultados garantidos desde o avô das cavernas...

Madrigal disse...

Querida Tufa!

Ai tanta verve, amiga, tantas palavras soltas ao vento, fortes e belas, como é timbre em ti, mas tanta dor a precisar de ir a passeio neste lindo dia de Primavera...

Um beijinho grande, amiga

Jorge

ASPÁSIA disse...

OLA AMIGA

OLHA... TB NAO ESTOU LA GRANDE COISA!

A TAL FLOR DE ONTEM NÃO HÁ MEIO DE FLORIR... SÓ LÁ MAIS PARA O VERÃO SE CALHAR...

SE ESTIVESSES PERTO IAMOS DAR AÍ UMA VOLTA (MENOS POR MENOS... ÀS VEZES DÁ MAIS)

NAO ME APETECE NADA IR A RUA, MAS VOU VER SE VOU A VER SE AREJO...

BEIJINHOS

JA REENVIEI O TAL MAIL A Q FALTAVAM AS IMAGENS, MAS FOICÁ UMA TOURADA!

A Minha Vida... disse...

Está bonito, gostei principalmente do ultimo vero =)
Beijo Grande*

delusions disse...

Há dias assim... E transformou-o num poema muito bonito. É uma arte saber exorcisar os dias...

Bjs* bom fim-de-semana

della-porther disse...

Tufa

Vim lêr tudo que ainda não tinha feito...Saio daqui encantada com a precisão das palavras...
Repito: gosto dessa simplicidade do seu escrever, tantos escrevem, mas aqui é muito diferente.

Ao mesmo tempo me é tão familiar. Com certeza é por conta do bom gosto de tua escrita.

um bom fim de semana

um grande abraço


della-porther

ah!o Cidade está falando de novo.

Miguel Silva disse...

amei a junção da imagem com o texto

=)