.
.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

.





guardei as minhas palavras doces no bolso da saia para mais perto as sentir na pele. as ácidas, tentei escondê-las no bolso do casaco. deixaria o casaco solto. em qualquer costa de cadeira. no primeiro cabide que encontrasse. nada a ele me relacionaria. assim, perdido ficava. perdido e nunca achado. quando dele me lembrasse ou não recordaria o local onde o esqueci ou alguém o teria levado. sorte a nossa. minha e dele. azar da acidez das palavras e da sua nova dona. assim foi! na minha alegria, saltei pelo jardim com vontade de perder o casaco de vista. espalhei todas as palavras doces pela relva. enquanto as tentava recuperar, uma mão tocou-me levemente o ombro. só consegui ouvir dizer... esqueceu o seu casaco. virei-me! enfrentei aquela alma que acabava de mudar-me o destino. esperei que repetisse aquela frase seguramente feita com as palavras que encontrara no meu bolso. desculpe menina, mas não pode pisar a relva!


.

8 comentários:

Maria disse...

Raio de subconsciente de não pára um bocadinho....
As palavras ácidas grito-as ao vento, para que as leve para bem longe...
... as doces, algumas guardo-as para ti...

Um beijo doce, Tufa

pn disse...

mas...
assim a despires-te,
a perderes peças,
a pisares a relva,
só te falta o cavalo baio,
para aquele galope nu,
no lêdo prado, tão adiado...

Marta disse...

A vida prega-nos mesmo partidas...
Que podem ser bem doces...como encontrares um pirata....
Obrigada pela visita...
Até já
Beijos e abraços
Marta

Apenas eu disse...

Tu! não páras de me surpreender...
e foram devolver-te o casaco...
Perde as palavras, algumas eu já perdi... vou perdendo letras...

Linda e subtil forma de falares do doce e do azedo da vida...

beijinhos *****

~pi disse...

podes sim:

piiii

iiiisar as palavras e

dizer a

relva! :)




~

rosasiventos disse...

ex - ito - miau - ma - cio

ro - lo - bola

dou - ble

do - bo cauda - nu - velo

-

ou -



- tr o



~

TCHI de Tchivinguiro disse...

Valha-me Deus... Porque nos tolhem a felicidade!?

Beijinhos.

Lilazdavioleta disse...

Quem devolve um casaco, aceita que
pisemos a relva.
Talvez, incoscientemente venha dizer ... há momentos , que misturar amargo e doce , resulte.
Até seja bom .
bjo lilaz