.
.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

tempo... tempo... tempo... vê-lo passar ao lado e nele parar. vê-lo correr, sem força para o acompanhar. desejar que acabe, ou que volte atrás. o tempo que memórias me deixou. que não me traz alento. tempo... tempo... tempo... fugir dele, para com ele esbarrar na primeira curva. vê-lo aparecer nas mãos, em salpicos de cor. ouvi-lo segredar que não pára, que não abranda o ritmo. sentir que me puxa a si, que se estende para mim. olhar o horizonte e vê-lo ali, aparentemente parado, à minha espera. saber que para a frente existe uma nova caminhada. que quer que a cumpra, consigo. lado a lado. no tempo que dele me restar. esperar pelo tempo. um novo tempo. um tempo oferecido de presente, de futuro. um tempo diferente. agarrá-lo com a coragem de não o conhecer. entregar-me a ele para o ter e para ser. ser... nesse novo tempo. respirar fundo. encher o peito de ar. andar... correr... e, com todas as minhas forças o acompanhar.

7 comentários:

ContorNUS disse...

Gostei de te ler....

voltarei

Cr disse...

texto lindissimo tufa.

Pérola disse...

O tempo é algo que me preocupa muito...
Apenas porque não volta atrás, e quando é perdido, perdido fica...

Beijinhos.

ouriço disse...

gostei dos teus escritos.
podes voltar sempre que quizeres ou der, bjs.

DE-PROPOSITO disse...

Ao passar por aqui, desejo que tudo vá bem.
FELICIDADES.
Manuel

Maria disse...

tempo. tempo. tempo.
tempo novo.
tempo todo.
todo o tempo.

bj

un dress disse...

ser tempo sem tempo...:)







beijO