.
.

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

volto apenas com a frequência dos momentos "felizes"
pois não gosto tanto de voltar
e não queria estar domingo,
perturba-me a ideia... os votos
hoje o tempo traiu-me
em minutos... horas
uma espera desnecessária e insensata
não posso aqui estar domingo,
outro local me chama... sem os votos
na busca de uma felicidade

não castigada ou enclausurada,
em passados
tenho que ganhar asas... abri-las
sacudir-lhes o pó, de anos
e levantar vôo
uma busca incessante
frenética até
que me leve a outros ares

ou que me leve apenas consigo

domingo não quero estar em lugar algum




3 comentários:

Anónimo disse...

onde ker k estejas terás a minha amizade, o meu colo sempre...

Tenta ficar sempre bem contigo própria, tou contigo minha amiga!

Bjs

Aspásia disse...

AMIGA

NÃO PRECISAS DE ESTAR EM LUGAR ALGUM SENÃO DENTRO DE TI MESMA!

INTUO QUE O PROXIMO DOMINGO TE TRAZ MÁS RECORDAÇÕES... SE É O CASO, RECORDA, MAS NÃO O DIA TODO... NÃO TE DEIXES SUBMERGIR POR ESSE PASSADO... APROVEITA ESTES DIAS MAIS QUENTINHOS PARA APANHAR SOL E AR!!!

FAZ FAVOR QUANDO EU AQUI VOLTAR QUERO-TE MAIS ANIMADA... E VAI AO MEU BLOG VER A REPORTAGEM DA MUDANÇA PARA TE DISTRAIRES...

BEIJINHOS PREOCUPADOS CONTIGO :(

pn disse...

a ausência de lugar é uma forma de perdição, de deriva cosmológica, a atopia...

como é isotopia, a imagem obsidiante que o passado enferma num tempo ido, tolhedor do presente...