.
.

terça-feira, 5 de junho de 2007



um história tem apenas uma história, um princípio, um meio e um fim. vive-se uma, sem hipótese da segunda versão para escolher a melhor...
quando se faz uma história com um princípio, em princípio, porque também podem ser dois, dois meios, em princípio, porque também pode ser apenas um, e um fim, em princípio, porque pode ter tido dois... imaginem como a história se complica.
essa seria a história a contar, sem a contar.
tudo começou com um encantamento, ou não? sim, houve encantamento. não estou certa é que tenha havido duas pessoas encantadas, ou sim? não, disse que sim, mas não.
do encantamento, que pode não ter sido, passou-se para a sedução. sim, a sedução sim. ou não seria real sedução? um verdadeiro sedutor... um treinado sedutor... um dotado sedutor... um sedutor nato. sem findar a sedução, ampliando-a até, passou-se ao envolvimento, ou não? sim, um pelo menos! certamente apenas não houve dois, ou sim? sim disse, mas não... foi forte, profundo. não? sim, claro que para ela sim! profundo e forte para ele? não, mostrou que sim, mas não. o fim foi absurdo, foi. sim foi! súbito e demolidor escreveu-o, mas não... se para um deles não houve ainda um fim? não? sim...
o que ficaria a faltar?
uma dança... agarrados... ainda que inocente... um café... sem tempo... ainda que descomprometido... o explorar de um espaço... muitos metros quadrados... ainda que ocupados... um ramo de flores... um aniversário... ainda que fora do tempo... a visita a um local... restaurado manualmente... ainda que esquecido... e ainda assim ficaria a faltar muito... tudo...
sim muito, mas não tudo... quase tudo.



5 comentários:

Vida disse...

O quase tudo...muitas vezes faz a história, será? não..sim...eu penso que sim, ou será não?

Beijo.

pn disse...

uma short story muito atribulada

(não são todas?)

maria josé quintela disse...

e quantas histórias sem princípio nem fim!

della-porther disse...

tufa

adorei o jogo das palavras, em princípio gostei do meio e mais pro meio gostei do fim...emfim, muito bom.

acabei um trabalho extenso que me tirou de escrever e ver os amigos por uns dias. hoje descanso. amanhã volto
e estarei mais presente.

beijos

della

ASPÁSIA disse...

QUERIDA TUFA

HISTÓRIAS A DOIS... ACABADAS SÓ DE UM LADO?
NÃO ESTÃO ACABADAS ENTÃO...
UM DOS DOIS QUER ESCREVER NOVOS CAPÍTULOS... O OUTRO PARECE QUE NÃO...
QUE PODERÁ FAZER O PRIMEIRO?
AGUARDAR UM DIA, UM MÊS, UM ANO?

UMA ETERNIDADE DE DUVIDAS A ESCLARECER...

ENTÃO AGUARDAR ALGUM TEMPO... TENTAR DAR ALGUM PASSO... MAS ENTRETANTO NÃO DEIXAR DE VIVER
DE FAZER COISAS...
ATÉ TAREFAS INGRATAS E DURAS... TRABALHO FÍSICO, SUJO, DIFÍCIL, SUADO...
AS DUVIDAS, OS TEMORES SERÃO AINDA QUE TEMPORARIAMENTE ESQUECIDOS... E NO FIM DO DIA ALGO DE DIFICIL FICOU FEITO... ASSIM GANHOU SE AUTOCINFIANÇA - "APESAR DE TUDO , APESAR DEOS PESARES, EU CONSIGO FAZER COISAS, LOGO VIVO!!"

BEIJINHOS :)