.
.

sábado, 9 de junho de 2007



a noite
que me traz a calma
e me guia a ti
sem tu teres que estar

calma
que me leva no vento
e me diz de ti
sem nada ter para contar

o vento, esse!
afaga-me os cabelos
e me lembra de ti
sem mos acariciares

cabelos meus
que te eram belos
e te lembram de mim
sem me recordares

intruso,
tu para mim?
magoa só de nomear
se te recordares...



3 comentários:

A.S. disse...

Deixa que o vento acaricie os teus cabelos... e escura o que ele te diz!...


Beijosss

Aspásia disse...

AMIGA

QUEM SABE SE, NA NOITE, A RECORDAÇÃO QUE DEIXASTE EM ALGUÉM NÃO SE INTENSIFICA, E BRILHA NO ESCURO COMO UMA ESTRELA!
NADA É IMPOSSÍVEL...MUITAS VEZES AS PESSOAS É QUE GERAM OS SEUS PRÕPRIOS IMPOSSÍVEIS...
APESAR DESTA FASE DE GRANDES TAREFAS Q ATRAVESSO, SÓ MESMO EM ULTIMO CASO NÃO VENHO AQUI DAR-TE UM

BEIJINHO O MAIOR POSSÍVEL!*

BEIJINHO

Fuser disse...

Tufa

sinta minha música como sinto tuas palavras.

intensamente.

beijos

fuser