.
.

terça-feira, 12 de junho de 2007

não elevo as mãos ao céu
que céu seria esse?

demasiado escuro para que o veja,
para que o distinga de outros céus.
sem brilhos,
as estrelas esvaíram-se do seu cintilar,
desfaleceram,
todas,
inseparáveis...

... porque o meu céu seria este.



7 comentários:

Anónimo disse...

um céu com todas as combinações de azul, suave e aconchegante

pn disse...

elevar é o princípio da ascese

pousa as mãos
assim
fecha os olhos
isso
aligeira-te
pronto
voa e estrela o céu de negro nimbado

amor,liberdade e solidão disse...

O céu é sempre um lugar de paz, com ou sem estrelas, limpo ou cheio de nuvens...olhar para ele dá-nos uma tranquilidade enorme...
boa semana
bejinhos

Aspásia disse...

ENCONTRAR NA SERENIDADE AZUL UMA ESTRELA DE ESPERANÇA NÃO É IMPOSSÍVEL...

BEIJINHOS AZUL-CELESTE :)

maria josé quintela disse...

as estrelas cadentes são o excesso de brilho que a noite rejeita.
mas ainda existe o dia. e o sol. olha para cima.

Aspásia disse...

OLA TUFINHA!

PASSO PARA DEIXAR UMA ASPÁSIA LUNATA PARA PERFUMAR OS TEUS SONHOS NA NOITE...

(EMBORA O MEU NICK SEJA INSPIRADO PELA GREGA ASPÁSIA DE MILETO E NAO PELA ORQUIDEA...)

BEIJINHOS GRANDES***

A.S. disse...

No teu céu as estrelas terão ainda mais brilho!...


Um terno beijo!